Tuesday, March 21, 2006

O que nos leva a romper com os limites do corpo, da mente e da compreensão humana?


Estou cansado, exausto e exaurido de minhas energias. Não consigo trabalhar, me concentrar e nem mesmo manter-me atento as solicitações do mundo ao meu redor. Tudo por causa de uma noite não dormida (deitei-me as 11h, mas só consegui dormir ás 04h).

Pois bem, vou explicar.

Ontem foi mais uma daquelas noites em que o prazer de estar ao lado de uma pessoa supera a razão e a compreensão; mesmo sabendo do custo dessa atitude não abri mão de ficar ali, ao lado, atento, carinhando... Amando!

Mas para quê isso se existe a certeza de que esse momento será para sempre?
Que sede é essa que não se deixa saciar e sim nos faz consumir cada minuto como se fosse o último?
Viver cada momento BOM como se não houvesse outro; só isso explica. E, certo ou errado é assim que será até o final dos tempos.

Nossa ânsia de encontrar a felicidade (e vivê-la) contrapondo a certeza de que no dia seguinte não seremos ninguém, nos tornaremos um poço de preguiça e inutilidade.

Essa sede, felicidade, loucura e prazer tem nome; chama-se amar.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home